Google divulga alterações nas suas ferramentas para educação on-line

Nesta quarta-feira, 17, o Google anunciou o lançamento de novas ferramentas e atualizações para educação on-line. A empresa informou que observa o impacto da pandemia no sistema educacional e sua dependência das aulas remotas.

O Google Classroom, ferramenta que disponibiliza recursos para exercícios e aulas remota, atende 150 milhões de estudantes ao redor do mundo. Agora, a tecnologia vai permitir o acesso a funcionalidades, mesmo off-line, em celulares com sistema Android. No entanto, o envio de tarefas ainda dependerá de conexão.

Outra mudanças anunciada para o Google Classroom foi o aumento de estatísticas e informações fornecidas aos educadores, incluindo saber quais alunos visualizaram um curso ou enviaram determinada atividade.

A empresa também anunciou que não vai mais oferecer armazenamento gratuito de dados ilimitados para escolas e universidades. Agora, haverá limite de 100 TB (terabytes) na nuvem, espaço que será compartilhado por todos os usuários da escola ou universidade.

De acordo com o Google, o espaço é suficiente para armazenar “mais de 100 milhões de documentos, 8 milhões de apresentações ou 400.000 horas de vídeo.”

O Chromebook, notebook do Google, terá 40 novos modelos direcionados à educação, incluindo recursos de acessibilidade e cursores de diferentes cores. O Google Meet, ferramenta de videoconferências, terá adaptações para comportar as necessidades de atividades escolares on-line.

Deixe uma resposta

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença: Creative Commons of Attribution - NonCommercial - ShareAlike.